Home

Logo quando entrei aqui na CS Revue, mal conseguia pronunciar direito o nome da plataforma, mas como ainda não tinha pego um job disto para fazer, deixei para desvendar os mistérios deste meio quando fosse preciso. E, não é que aconteceu semana passada? Pois bem, como uma espécie de ajuda para mim, desenvolvi um texto com os beneficios de usar o Digital Signage. Segundo o Marlon Schluga, um dos proprietários da CS Revue, o tipping point será em 2011.

O texto fiz ontem, mas garanto que muita gente nem sabe ainda do que se trata. Tudo bem, eu também não sabia, mas já tinha visto várias telinhas disto por aí.

O modelo mais comum de digital signage

“Integrar vários meios em um só é uma tarefa árdua e praticamente utópica, mas as possibilidades de unir um meio ao outro tem cada vez mais diminuído as fronteiras. A utilização de digital signage tem se provado a cada dia como a melhor ferramenta para unir meios distintos e converter as pessoas para a marca. Marcas de alcance global tem cada vez mais optado por esta ferramenta devido as estratégias personalizadas que o DOOH (ou mais conhecido como digital out of home) pode oferecer.
A principal entre elas é o impacto que a marca causa ao target no momento em que ele mais precisa de entretenimento e, na maioria das vezes, chega através de infotainment (informação + entretenimento). Muito útil nos momentos de espera para o atendimento, seja este para consulta ao médico ou para uma mesa no bar, já que é possível segmentar conteúdos através dos públicos de cada setor. Mas, caso o conteúdo não seja aceito, não há necessidade de desespero, a troca de conteúdo é fácil. Viva a tecnologia. Através deste avanço digital que as interações com o usuário se tornaram real e a integração a outros meios, apenas um detalhe.
Conteúdos provenientes de várias plataformas podem se integrar ao digital signage e serem exibidos em grandes telas posicionadas estrategicamente para que o maior número de pessoas possam conferir a programação. Diferente da televisão, a programação pode ser alterada em questão de horas conforme as necessidades apareçam. Nem só de programação televisiva vive a digital signage, informações provenientes do rádio, de revista, de livros até das redes sociais são altamente adaptáveis àquela telinha que, se não for bem trabalhada, será sim, apenas uma telinha.
Caso isso não acontece, esta plataforma pode e deverá servir como espinha dorsal para qualquer estratégia de comunicação. Além do conteúdo já gerado para outros meios, é preferível que se acrescente assuntos não abordados nos outros meios dentro do digital signage, é uma boa vitrine para saber a reação do target perante o conteúdo ainda não explorado pela marca.
Por mais que a marca esteja presente na maioria dos formatos de comunicação e aproximação com o público, a probabilidade de uma pessoa ser impactada em todos os meios é bem baixa.
E, sabemos que os conteúdos se diferenciam entre os canais e esses podem ser unificados na plataforma de digital out of home devido a programação randômica e o poder de cobrir vários assuntos.”

 

Para saber mais sobre o poder e alcance do DOOH (e também o que a CS Revue tem feito por aí) acesse o post:
EnoxTV leva conteúdo digital para Bares.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s